Follow by Email

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

Há muito me preocupo com os rumos ...

... que nos conduzem ao futuro ...não porque eu vá estar nele pois já tenho 76 anos ... mas, meus filhos e agora netos , certamente estarão ... e eu os Amo com muito carinho .A liberdade exige o exercício ativo e pleno da cidadania , assim sinto - me encorajado para dizer a vocês que acho muito incompetentes aqueles que no nosso Pais, e no mundo desenvolvido, estão a traça -lo . Vejam a confusão que está armada mundo afora : o genocídio quase a se consumar na Síria diante do olhar impotente do mundo , o caso infeliz da Grécia, e outras Nações na zona do Euro , A China  surgindo como salvação do consumo dentro dessa crise econômica maldita gerada pela incompetência do Sistema Financeiro Mundial ... mas aparecendo como dependente do mercado do Euro em metade do seu PIB ! ... DO EURO EM CRISE !!! Aqui entre nos a sensação de pujança fictícia surge com a espantosa declaração em programa de TV dada por duas personagens de alto gabarito no Setor Privado de que há escassez enorme de executivos capazes para tocar projetos com segurança ... penso que em vista do projeto de avanço da nossa economia é tragédia semelhante aquela do passado em que carecíamos de potencial elétrico para mover nosso crescimento por falta de planejamento competente . Criamos esse potencial... mas a demagogia das cotas de inclusão social e outras cavaram o buraco da mão de obra mais qualificada : a dos executivos ! ... e também a dos obreiros de base o que ficou claro pelo empaque das obras do PAC ...SOBRE O QUE CAIU SILÊNCIO . Pois é por todo o lado a incompetência impera ...mas as vezes do nada surge algo ... refiro - me às declarações do economista  Kenneth Rogoff  em que defende a volta temporária da dracma para dar uma possibilidade de solução para a crise dos gregos  .Mostra como esse retorno facilitaria a desvalorização da moeda Grega propiciando oxigênio para essa economia . Toco no assunto para mostrar o valor de um executivo de peso quando o bicho pega ... e sempre ... pois a burrice não constrói riqueza . Uma inteligência clara,  preparada ,e criativa é um tesouro inestimável ... como vai a educação em Pindorama ...vai mal eu acho ...e você o que diz . E nós aqui com carência deles ...vamos importar e internacionalizar nosso parque industrial ... ou o que podemos fazer ? Que o digam os que se arvoraram em construtores  da Nação ... nós os eleitores temos que dar a resposta da mudança ...como espero seja feito la fora . Aqui em Pindorama são escaços mas de bom gabarito, mas la fora ... se o Strauss-Kahn é o padrão vamos mal pra caramba ! Chega de política , de ideologia , de  futebol , de samba , de atletismo,  de saca ... vamos olhar sério para o Planeta em que vivemos , e para a Nação que queremos construir ... focar no que é mais importante ... eis o rumo que está perdido !  Se não o fizermos somos candidatos a ocupar a vaga da Grécia especialmente depois dos mega eventos esportivos programados cuja infra estrutura colossal será construída às pressas sem o acompanhamento tradicional ...e sem executivos confiáveis. Até mais

Como referência e para comodidade dos leitor transcrevo o artigo do Kenneth Rogoff :


‘Atenas deveria ter sabático do euro’
Kenneth Rogoff defende volta temporária da dracma para Grécia superar crise




Considerado um dos economistas
mais brilhantes de sua geração,
o professor Kenneth Rogoff,
da Universidade de Harvard,
acredita que a aprovação do segundo
pacote de socorro à Grécia
dificilmente será suficiente para
salvar o euro ou mesmo o próprio
país. Ele defende que o governo
de Atenas receba um “período sabático”
da moeda comum, a fim
de retomar sua competitividade.
Em entrevista à revista semanal
alemã “Der Spiegel”, concedida
antes da aprovação do pacote pelos
ministros de Finanças da zona
do euro, Rogoff acrescenta que a
Grécia não enfrenta uma “recessão
comum, e sim uma crise em grande escala”.
— O tamanho da dívida da Grécia é simplesmente
grande demais, e o país não é competitivo. Na verdade,
vai ser muito difícil manter a Grécia na zona do euro —
afirma o professor, para quem as medidas de austeridade
do país são insuficientes. — Para tornar a Grécia competitiva,
os salários teriam de ser reduzidos à metade. Isso
é politicamente impossível de ser implementado. A
Grécia está vivenciando seu quinto ano consecutivo de
recessão. É um fracasso de dimensões históricas.
Conhecido por defender ideias polêmicas, que depois
passam a ser amplamente aceitas — caso dos bancos
centrais independentes que perseguem metas de inflação,
há 20 anos —, Rogoff avalia
que a solução seria a Grécia deixar
temporariamente a união monetária
e reintroduzir a dracma.
Ele diz que a moeda sofreria uma
imediata desvalorização em relação
ao euro, o que tornaria as exportações
e o turismo grego imediatamente
mais competitivos.
— O governo de Atenas deveria
receber uma espécie de sabático
do euro, ao mesmo tempo permanecendo
um membro pleno da
União Europeia. Uma vez que o
país tivesse alcançado um desenvolvimento
social, político e econômico
maior, poderia retornar
ao euro — explica Rogoff, que foi
diretor do Departamento de Pesquisa do Fundo Monetário
Internacional (FMI) entre 2001 e 2003.
Para evitar o risco de um colapso provocado pela
saída temporária da Grécia, a Europa teria que garantir
que o país não sofreria qualquer punição pela medida
e teria que sinalizar claramente o caminho para
retornar à zona do euro, explicou o economista.
— Se a Grécia deixar o euro, os mercados vão demandar
respostas sobre duas questões: primeiro,
quais os países vão se manter definitivamente no euro?
E, segunda, qual preço a Europa está disposta a
pagar por isso? O problema é que os europeus não
têm respostas convincentes para essas perguntas  

Eu pergunto : quem tem ...você ... então mande brasa que o mundo precisa de suas luzes ! Quanto a mim , minhas pobres luzes  apontam para o que aludi acima ...se não nos cuidarmos chegaremos a ser a bola da vez em caminho semelhante ao da Grécia e companheiros ... aí eu pergunto são os cidadãos gregos os responsáveis pelo descalabro ou foram induzidos e caíram em um conto do vigário ...A SITUAÇÃO NÃO ESTÁ BEM CLARA . FALTAM DADOS PARA QUE SE POSSA ENTENDER...MAS O SACRIFÍCIO ESTÁ SENDO IMPOSTO ATÉ MESMO INGERÊNCIA EXTERNA ...PAPAGAIO ! Não quero isso para nós não ...nem pensar .

Nenhum comentário: