Follow by Email

terça-feira, 12 de abril de 2011

A propósito do incidente de Realengo e seus desdobramentos ...

Terrível sim mas, se Deus quizer, pontual ! Agora , ficar usando para fins políticos, repercutindo à exaustão, e nada propor de objetivo para evitar outros episódios , a não ser o desarmamento totalmente irrelevante para o caso , é típico de um governo de rumos perdidos . O desarmamento da população civil é meta de suma importância não só no Brasil como mundo afora . Mas extremamente delicado uma vez que governos e religiões não cessam de agitar o tecido social tresloucadamente apostando num sucesso de seus objetivos de determinar o rumo da História . Nunca deu certo e jamais dará , somos incapazes de unilateralmente lograr tal intento . EM COMUNHÃO TEREMOS CHANCE DE CONSEGUIR ALGO BASTANTE SATISFATÓRIO PARA TODOS . Assim , o assunto é extremamente delicado , e precisa ser conduzido de forma gradual e tranquila , ajustando -se à realidade e paralelamente alterando -a de forma a admitir progressos constantes . Mais , e melhor educação, com futuro para os educandos  , saneamento e saude , educação cívica e moral , DESENVOLVENTO CULTURAL ADEQUADO , etc . Então o foco não está no desarmamento em si , mas em bom governo , o que esse modelo imperioso  de Governança não possibilita .
É caro , facilita a sangria pela corrupção , e pelo outro aspecto dessa mesma corrupção : o gasto mal feito do dinheiro público ! Chamo isso de deseconomia de escala : a Nação é demasiado grande e populosa para esse modelo que adotamos quando éramos jovens , mas que está agora esgotado ! Sarney , ao invez de perder tempo com desarmamento civil deixe -nos em paz e trate de atualizar esse modelo de governança , tão a teu gosto,  mas totalmente ultrapassado pelas necessidades Nacionais !!! Coragem velho Guerreiro , tenha ousadia e convoque a Nação para debater e/ou opinar sobre verdadeiras opções de rumo e não sobre frivolidades de impacto eleitoreiro . Entre para a história com uma atitude de Estadista .

Um comentário:

ELIANA MOURA disse...

concordo com vc, de que adianta ficar passando as cartas do moleque,entrevistando as criancas e professores,a exaustao. Deveriam sim mostrar que estao cuidando do lado emocional das criancas, dos professores e tambem dos familiares dos que se foram.

bjs Renato, seu blog esta otimo