Follow by Email

sexta-feira, 16 de novembro de 2012

A Nação Brasileira dá mostras de estar farta ...

... das baboseiras dos petistas de cuca cheia de ideologia .A liberdade exige o exercício ativo e pleno da cidadania que fica dificultado pela ação insane e sistemática de bobalhões de cabeça feita por ideologias ... os pintos calçudos , fanáticos por suas idéias reformistas , engessados em seus propósitos ...em fim uns chatos que mais estorvam que ajudam .O MERVAL PEREIRA FALA DESSES BRASILEIROS  (?) COM MUITA PROPRIEDADE , SEGUE SEU ARTIGO NO O GLOBO DE HOJE :



Merval Pereira Uma análise multimídia dos fatos mais importantes do dia
Visão autoritária

Merval Pereira

16.11.2012 10h42m 
A nota oficial da Executiva Nacional do Partido dos Trabalhadores revela a face autoritária desse partido, nascido sob o lema de ser o paradigma de uma nova maneira de fazer política limpa e comprometida com o bem-comum, lema que nunca deixou de ser o que sempre foi: apenas um instrumento de marketing político para a tomada do poder.
Desde os primeiros comandos municipais que alcançou, com a aura de estar levando os trabalhadores ao poder, o PT passou a atuar nos bastidores da baixa política, no submundo das licitações fraudulentas, conseguindo enganar muitos durante muito tempo, até que o escândalo do mensalão estourou em 2005, quando o partido já ocupava o poder central.
A direção nacional do PT ainda é dominada pelo grupo político liderado pelo réu condenado José Dirceu, e por essa razão ele é o único petista citado expressamente. A verdadeira face revelada pela nota oficial é mascarada pela defesa da democracia, mas na verdade o PT tenta desmoralizar as instituições que não conseguiu ainda aparelhar.
Sob um verniz de defesa da liberdade de expressão, a nota não passa de mero pretexto para mais uma vez tentar desqualificar o Supremo Tribunal Federal e a liberdade de imprensa, dois dos principais obstáculos à dominação total dos mecanismos democráticos do Estado pretendida pelo PT, na busca de uma democracia apenas formal, como as dos vizinhos “bolivarianos” aos quais o PT dedica seus melhores apoios.
Ao insistirem na lenda urbana de que Dirceu foi condenado sem provas pelo uso indevido da teoria do domínio funcional do fato, os petistas que hoje dominam a Executiva Nacional do partido querem criar uma fantasia mental para iludir a sociedade, que acompanhou o julgamento por mais de três meses pela televisão e está cansada de saber que existem “provas torrenciais” contra o ex-ministro todo-poderoso.
O próprio Claus Roxin, jurista alemão teórico da tese do domínio do fato explicou que faz parte da tradição do direito anglo-saxão a ideia de que, em certas circunstâncias, o réu não “tinha como não saber” o que acontecia à sua volta, embora ele não concorde com a tese. O comentário do presidente do Supremo Ayres Britto, citado na nota oficial do partido como exemplo da condenação sem provas de Dirceu, é apenas mais um elemento de convicção utilizado para a condenação, e foi trazido ao julgamento pelo ministro Luiz Fux. 
Às duas teorias somaram-se as inúmeras provas testemunhais e indiciárias para permitir uma ampla maioria a respeito da culpabilidade do “chefe da quadrilha”. Afinal, um resultado de 8 a 2 só pode ser entendido como uma condenação peremptória.
Quando fala em “fim do garantismo”, o PT está sugerindo que muitos dos juízes tidos como votos a favor dos réus mudaram suas posições tradicionais para condená-los, mas o que realmente aconteceu é que as provas eram tantas e tão explícitas que ministros “garantistas” como Celso de Mello, Marco Aurélio Mello e Gilmar Mendes não tiveram dúvidas em condená-los. Eles não mudaram suas posições, apenas não havia direitos a serem garantidos, mas crimes a serem punidos.
Quando a nota diz que “pairam dúvidas se o novo paradigma se repetirá em outros julgamentos, ou, ainda, se os juízes de primeira instância e os tribunais seguirão a mesma trilha da Suprema Corte”, fica-se sem saber se os petistas estão torcendo para que não se repita, já que o considera ilegítimo, ou se estão a exigir a mesma postura em outros julgamentos, mesmo considerando a incoerência implícita nessa reivindicação.
A reafirmação de que “o STF fez um julgamento político, sob intensa pressão da mídia conservadora”, reincide no ridículo, já que se trata de um colegiado nomeado em sua ampla maioria – 8 dos 11 ministros no início do julgamento, e agora 6 dos 9 — por governos petistas.
A nota do PT reafirma “sua convicção de que não houve compra de votos no Congresso Nacional, nem tampouco o pagamento de mesada a parlamentares. Reafirmamos, também, que não houve, da parte de petistas denunciados, utilização de recursos públicos, nem apropriação privada e pessoal”.
Diante das provas abundantes dos crimes cometidos, que o PT tenta transformar em “erros e ilegalidades” motivados pela legislação eleitoral, nem mesmo o ministro Dias Toffolli, o mais ligado ao PT dentre os ministros do STF, teve ânimo para tal defesa. Ele retirou do esquema o caráter político, mas disse que os crimes foram cometidos “por motivos pecuniários”.
Para tentar livrá-los da cadeia, Toffoli transformou-os em reles ladrões dos cofres públicos, sem nem mesmo dar-lhes o direito de dizerem que fizeram o que fizeram “pela causa”. 
AO MEU VER PERDERAM POR NÃO SE CALAREM OS Ministros da Justiça JOSÉ EDUARDO CARDOZO  e o Dias Toffoli que disseram bobagens jogando água suja sobre as própias cabeças ...e o PT ...SABIAMENTE PASSOU A PREGAR A VIRADA DE PÁGINA SOBRE O MENSALÃO . Acrescento o Edital Opinião do jornal O Globo muito elucidativo sobre os fatos que ocorrem pelos alucinados do PT INCONFORMADOS COM A DECISÃO DO STF SOBRE A VERGONHA DO MENSALÃO... POR 8X2 !!!

| Opinião |
DELÍRIOS MILITANTES
É DO perfil do militante político
radical rejeitar a realidade objetiva
e se agarrar ao que acha ser a
“verdade revelada”, como qualquer
sectário religioso.
SÓ ASSIM é possível entender a
nota do PT que denuncia uma
“partidarização” do Supremo
Tribunal Federal na condenação
de mensaleiros estrelados do
partido. Quer dizer: a Corte, em
grande maioria composta por
ministros nomeados por governos
do PT, teria se “rebelado”.
COMO JÁ foi dito, militantes
poderosos confundiram o posto
de ministro da mais alta Corte da
Justiça com “cargo de confiança”
do governo. Sério equívoco.
A REALIDADE objetiva é bem
outra. O STF demonstrou estar à
altura da função que a Constituição
lhe outorga, o de defendê-la,
e, assim, ficar ao lado do regime
democrático representativo, protegê-
lo de qualquer tipo de golpe,
vindo da direita ou da esquerda.
NO DELÍRIO militante, de nada
valem o tempo de trabalho de
organismos de Estado na investigação
do escândalo e os cinco
anos dedicados à formulação do
voto do relator do processo, de que
fizeram parte depoimentos de
inúmeras testemunha e provas
irrefutáveis.
SEGUNDO A visão intoxicada de
ideologia do militante, o julgamento
“técnico” inocentaria mensaleiros
do partido; o “político” os
condenaria. Nos livros de História,
não será muito mais que nota de
rodapé.
O DESTAQUE ficará com o desfecho
em si do julgamento que fortaleceu

Por fim comento que os Ministros provocados pelas sandices proferidas em tom profético por um dos Ministros se defenderam mostrando que a lei e o Poder Judiciário não podem ser responsabilizados pelo descalabro de nossas prisões ...o PT que já está a 10 anos no poder, e que arrecadou de volta polpudas quantias desviadas pelos malfeitores, não usou um centavo para melhorar nossas condições carcerárias ... quem sabe se dessa vez algum sobre para esse fim ...afinal tem gente deles atraz das grades ... ei Toffoli ...
Não pense somente nos Amigos DIRCEU E GENOINO ...PENSE NELES TAMBÉM E VÊ SE O SEU PARTIDO ARRUMA GRANA PARA MELHORAR A VIDA DE TODOS 
Até mais !


Nenhum comentário: